Blog Biossplena

Provocar o desenvolvimento: o desafio contemporâneo que motiva a Biossplena

A Biossplena inicia uma nova fase, mas esse processo de transformação já acontece há algum tempo. Aliás, estamos sempre em movimento, não é mesmo? Para explicar melhor esta nova configuração preciso voltar lá atrás, onde iniciou o meu encantamento pelas cidades.

Minha vida profissional começou no Urbanismo, mesmo sendo Engenheira Civil. Ser secretária de Planejamento de uma cidade certamente me colocou na busca por aprofundamento nesta área que hoje motiva meus dias: trabalhar com cidades, conhecer suas dinâmicas, seus personagens, suas dores, suas vocações e seus costumes. São muitas variáveis a serem analisadas, mesmo quando fazemos um projeto de parcelamento do solo na forma de loteamento, até quando ajudamos a pensar o futuro da cidade em 2050. Mas aqui na Biossplena sempre tivemos uma coisa em nossos pensamentos: provocar o desenvolvimento.

Quando decidi fazer doutorado também tinha isso claro. Quero que minha tese produza efeitos nas cidades e seja aplicável. A teoria da pesquisa científica quase me fez desacreditar que isso era possível, mas então, ao receber o meu diploma de doutora em 2017, me motivei novamente. Olhamos para dentro da Biossplena e nos perguntamos sobre o que já havíamos vivido profissionalmente que nos fazia acreditar em nosso trabalho. Olhei novamente para os estudos, cálculos e métodos que precisei fazer e imaginei que havia sinergia, porque a base era a mesma: provocar o desenvolvimento.

Mas para isso precisávamos mais do que conhecimento em meio ambiente, em engenharia civil e arquitetura e urbanismo. Era importante considerar todas as vivências que tivemos, em 6 estados brasileiros, convivendo com tantos especialistas em mercado imobiliário, arquitetos e tantas realidades, em mais de 30 cidades diferentes. Mas o que era preciso incluir para que a vontade de “provocar o desenvolvimento” fosse mais efetiva?

Percebemos que era preciso incluir, mais fortemente do que já havia sido, a questão da expertise de comercialização de negócios imobiliários. Essa inclusão vai além de “encontrar um comprador”, ela deve estar perfeitamente entrelaçada com o desenho urbano e todas as suas variáveis. Projetar algo lindo – com perdão aos sonhadores – mas que não tem viabilidade econômica, não faz mais sentido no mundo contemporâneo. É preciso entender de mercado imobiliário, reconhecer os gargalos, conhecer mais pessoas com esta vivência e investir muito em análises econômicas de empreendimentos.

Entendíamos que agora a Biossplena estava começando a se estruturar diferente. Mas ainda faltava algo. Algo que nos permitisse entender as cidades de uma forma mais imparcial. Até porque a imparcialidade é fundamental para a tomada de decisão, pois ela permite a análise das coisas como elas realmente são, sem vieses e pré-conceitos. Então este desconforto foi quebrado quando nos demos por conta que o que faltava era inserir tecnologia em nossas análises. Tecnologia que permitisse captar informações como poucos fazem. Os que fazem, certamente não têm a vivencia de urbanismo que temos e, por isso, nos consideramos pioneiros ao juntarmos captação de geodados com o know how do urbanismo em tantos projetos pelo Brasil.

Pronto! A Biossplena agora tem a cara do mundo contemporâneo, pois com três pilares –projetos de urbanismo, negócios imobiliários e tecnologia para estratégias territoriais – atenderá de forma completa empreendedores que buscam novos negócios ou queiram ampliar o existente. Com esta configuração, conseguiremos buscar as melhores opções de negócios imobiliários nas cidades, percebendo valor em vazios urbanos desprezados por muitos. Reconhecendo vocações nas cidades e descobrindo potenciais ainda não percebidos. Percebendo que o solo dá respostas especiais quando a diversidade acontece e o projeto acolhe todas as idades, classes sociais e estilos de vida. Estamos habilitados a projetar diferente, dependendo do contexto que se configura, pois ler o contexto ficou mais fácil agora do que antes. Agora somos mais assertivos, rápidos e imparciais e reconhecemos a área de abrangência/influencia com mais facilidade.

A Biossplena agora é Inteligência Urbana, conceito que criamos e que iremos sustentar com muita garra, vivendo neste momento parcerias com escritórios de Porto Alegre, São Paulo e inclusive nos EUA. A Biossplena continua com sua sede em Flores da Cunha, seu local de origem, mas a tecnologia nos coloca onde quisermos, pois a partir desta transformação conseguimos estar mais próximos, mesmo estando aqui na turística serra gaúcha.

One thought on “Provocar o desenvolvimento: o desafio contemporâneo que motiva a Biossplena”

  1. Que orgulho fazer parte desta equipe maravilhosa. Somos transformadores. Somos do mundo . Parabéns Giovana Ulian por nós fazer Acreditar em um mundo melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *