Espaços públicos de qualidade ajudam a promover as cidades?

Quando falamos em espaços públicos, as pessoas normalmente remetem seu pensamento para praças ou parques. No meu entendimento, espaços públicos são todos aqueles que são de uso comum e privilégio de todos, como ruas, praças, parques públicos, áreas de preservação ambiental com possibilidade de acesso. Nós convivemos diariamente em espaços urbanos públicos, sobretudo em ruas onde o espaço privilegia carros em relação aos pedestres.

Passados 19 dias em Vancouver – Canadá, continuo me surpreendendo com os espaços públicos, especialmente as ruas. Sempre dispõem de rampa para pessoas com mobilidade reduzida nas esquinas, lixeiras divididas para cada tipo de resíduo e luminárias para o trânsito pedestre. As ruas têm muitos designs diferentes, sempre preservando a segurança: os pedestres têm a preferência, depois é a vez dos ciclistas e então os carros. Dentre os veículos, os ônibus de transporte público têm preferência.

2018-04-18 16.25.33

Andar pelas ruas é confortável, agradável, leve. Mas não ouse pisar fora de uma faixa de segurança ou fora do sinal verde para travessia. Os motoristas não toleram desrespeito, exatamente porque respeitam muito o pedestre e eles exigem a mesma gentileza.

IMG_1143

Além das calçadas, muitas vezes compartilhadas com ciclistas que usam uma “buzina” para avisar que estão próximos de um pedestre, Vancouver dispõe de muitos espaços de lazer e atividades esportivas ao ar livre. Pasmem, estou no Canadá onde a maior parte do tempo é muito frio e ventoso, mas ainda assim há uma valorização gigantesca por espaços abertos de qualidade. As pessoas usam e levam consigo suas famílias, filhos, pessoas em cadeira de rodas, cachorros. Um destaque as mães e pais levando seus filhos em uma espécie de trenó para que eles andem de bicicleta e acompanhando-lhes. Mesmo com o tempo incrivelmente frio aqui, acredito que crianças não ficam resfriadas pois desde pequenas são preparadas para suportá-lo, graças a adaptação da sua homeostase ao clima.

IMG_1541

Este conjunto de condições favoráveis resumem a Vancouver como uma cidade muito segura. Em nenhum momento percebi perigo e todos os nativos afirmam que aqui qualquer lugar é seguro. Meu diagnóstico é que quando os espaços públicos são planejados para ser ocupados por pessoas de bem, não há espaço para a violência. É claro que uma coisa leva a outra, as pessoas ocupam os espaços públicos além de suas casas porque eles são atraentes, tem um desenho amigável e acolhedor.

Então me reporto ao Brasil, meu país. E fico pensando como seria possível promover a mudança gradual para uma situação assim. Me veio mente um pingo de tinta caindo na água. Por um instante ele deixa uma pequena parte da água com cor. Mas conforme vai passando o tempo esta tinta vai se diluindo, se espalhando na água. Se nós pensarmos que podemos “pingar” pequenas gotas de “tinta” na cidade, ao poucos “tingiremos” toda ela.

IMG_1548

A responsabilidade por compor e viver numa cidade melhor é e tem que ser coletiva e compartilhada pelos cidadãos e quem foram escolhidos para administrá-la.  Que tal começarmos pela rua em frente nossa casa? Que tal convidarmos os vizinhos para um papo ali na rua? Que tal um mutirão para deixar a rua limpa e florida? E uma festa entre os participantes para comemorar o resultado? Eu tenho tintas de muitas cores…vamos?

 

biosplena-equipe-_0006_giovana 1Giovana Ulian
Diretora Executiva
Biossplena Inteligência Urbana